MICHELE

michele

MICHELE

 

Deixaste teus cílios postiços, Michele

e tua nécessaire . . .  em meu banheiro

Bem como teu hobby e o casaco de pele

jogados num canto . . . inda com teu cheiro

 

 

Saíste sem nem despedir-te de mim

há mais de seis dias . . . E, espero, contudo

que voltes usando um vestido carmim

de seda ou cetim . . . quiçá de veludo

 

 

Mas, caso não voltes  . . . findarei assim

trancado no quarto, tristonho e sisudo

tendo por consolo . . .   garrafas de gim

e, por confidente, meu criado-mudo

 

 

A não ser que eu surte . . .  ao Diabo apele

e venda pra ele a minh’alma penada

em troca de ter-te comigo . . . Michele

pra mais uma noite de amor . . . e mais nada!

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição Compartilha Igual 4.0 Internacional -.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s