VIDE BULA

VIDE BULA ADELINO ÂNGELOVIDE BULA

 

viu aviões encalhados

e navios anuviados

num céu nublado de abril

 

 

viu um elefante alado

(e cor-de-rosa) avoado

pousado num peitoril

 

 

viu arcanjos empalhados

e espantalhos espantados

com seu riso . . .  azul- anil

 

 

e adormeceu debruçado

sobre um poema inspirado

na bula . . .  do Rivotril.

 

PAULO MIRANDA BARRETO

IMAGEM: ”DESESPERADO” de Adelino Ângelo

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

CAUSA MORTIS

CEMI1CAUSA MORTIS

 

Alfredo morreu de medo

Julião, de solidão

Severino morreu cedo

de sede (ou de inanição)

 

 

Marina morreu de tédio

Jaqueline, de paixão

Ana, dum mal sem remédio

sem causa ou  explicação

 

 

Otávio morreu de amor

Ermenegildo, de ódio

Gil morreu de dissabor

(e por abuso de sódio)

 

 

Helena morreu dormindo

Feliciana, de infarto

e eu . . .   hei de morrer fingindo

ser poeta . . . neste quarto.

 

PAULO MIRANDA BARRETO

 

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.