PILLAR

201

PILLAR

 

espere o dia raiar

espere a noite cair

espere o tempo passar

e a mágoa se diluir. . .

 

 

Pillar . . . espere eu dormir

deixe-me  ao menos sonhar

que você não vai partir

ou que voltou pra ficar. . .

 

 

deite aqui . . . chegue pra cá

deixe eu pensar  . . . ou fingir

que tudo vai se ajeitar . . .

(não ligo de me iludir)

 

 

fique até janeiro vir

até dezembro findar

até Nibiru chegar

e o Segundo Sol surgir

 

 

e a Youtan Poluo florir

e o mandacaru secar. . .

fique até Jesus voltar

para nos abduzir. . .

 

 

só  até Deus decidir

que o mundo deve acabar. . .

e todo amor desistir

de existir e desejar. . .

 

 

e a noite não mais cair

e o dia não mais raiar

mas, não vá, Pillar . . . my dear

deite aqui . . . e deixe estar. . .

 

 

fique . . .  até o céu ruir

e o meu coração parar. . .

de pulsar e repetir

seu nome, Pillar . . . Pillar

 

pois, só se a morte vir . . .  nos separar

é que conseguirei deixa-la ir.

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s