RESUMO DA ÓPERA (DO MALANDRO INADIMPLENTE)

inadimplente2

RESUMO DA ÓPERA (DO MALANDRO INADIMPLENTE)

 

Ai! Meus sonhos de consumo

consumiram meus reais!

Estou falido . . .  Eu assumo!

Nem mentir eu posso mais!

 

 

Eis da ópera o resumo:

Estou todo endividado

Sem pai, sem mãe e sem rumo. . .

Só estou pagando pecado

 

 

Que o resto . . . nem parcelando!

Estou ‘cortando um dobrado’. . .

Há um bando me cobrando

e eu estou ‘duro’, ‘quebrado’

 

 

‘liso’ e ‘de mãos abanando’

sem cheque, cartão, trocado. . .

Já estou me desesperando!

Ai, Maria! Estou lascado!

 

 

Já não bebo . . . já não fumo

(ninguém me vende fiado)!

Já não como, já não durmo

e ando sonhando acordado

 

 

em ganhar na loteria

pra pagar tudo o que devo. . .

Mas, como? Como, Maria?

Tem só três folhas meu trevo. . .

 

 

Tô na treva á luz do dia! 

Tô  num beco sem saída!

Vou viver de poesia???

Deus! O que faço da vida?

 

Vendo minh’alma ao diabo?

(diz que até ele faliu)!

Ai! Minha casa caiu!

Tá mal! Tá osso! Tá brabo!

 

Maria . . .  assim eu me acabo!

Pode emprestar-me uns dez mil?

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s