VERSOS BÊBADOS

gim3

VERSOS BÊBADOS

(mar de gin)

 

de vez em quando naufrago

num mar

                  de doses

                                     de gin

 

 

(lá no fundo, me embriago

                    só para emergir

                                  de mim)

 

 

e entre um e outro trago

           amargo . . .

           me estrago . . .   sim!

 

 

mas, me aprofundo

    me alargo

me ilumino

    viro um ‘mago ‘

 

 

e só ‘apago ‘

            no

                       fim.

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s