MIRELLA E O PRÍNCIPE

MIRELLAMIRELLA E O PRÍNCIPE

 

o príncipe dela não manda notícias

há quase dois anos. . .

e ela na clausura, tolhendo malícias

e tecendo planos

mantendo-se ‘pura’, guardando delícias

e anseios insanos  

ela se abandona , suprime ternuras

coleciona enganos. . .

 

 

quisera ela ouvisse meu verso e sorrisse

e abrisse a janela. . .

quem dera cansasse da espera e ousasse

livrar-se da cela. . .

quem dera quisesse se dar e me desse

todo amor que há nela

e me namorasse como quem renasce

das cinzas . . . quem dera

 

 

quisera ela visse, soubesse e sentisse

que sou todo dela

que não quero Helena, Joana ou Clarice

mas somente ela. . .

ah se ela deixasse . . . se me permitisse

tocá-la . . . Mirella!

Eu transformaria seu inverno triste

em longa primavera. . .

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição CompartilhaIgual 4.0 Internacional -.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s