SEIS POR MEIA DÚZIA

seis1

SEIS POR MEIA DÚZIA

 

Eram de areia os castelos

de fumaça os elos

de mentira as juras

 

 

e o amor fez-se abismo

cheio de cinismo

e verdades duras

 

 

Meus sorrisos belos

ficam amarelos

e as luas . . . escuras.

 

 

Troco o romantismo

pelo realismo.

(Ambos são loucuras).

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s