ESPELHO MEU

440548-1024x768-tear-drop

 

ESPELHO MEU

 

Desci do céu e dei cabo

das asas que Deus me deu

Disse adeus á Deus . . . Diabo!

Oh espelho, espelho meu!

 

 

Como soo quando desabo?

Soo ou não soo? Quem sou eu?

Doo a luz, mas sempre acabo

cego ao Sol . . . dentro do breu.

 

 

Só voo pelo céu da boca

(da boca de quem me leu)

 

E ecoo na cabeça louca

de quem nunca me esqueceu. . .

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s