DEMANDA

DEMANDA 3

DEMANDA

 

após rumores e risos

silenciam-se as cirandas

e a noite cai do céu sobre os narcisos

enegrecendo o olhar das salamandras. . .

 

 

só eu . . . insone, anseio os paraísos

com ninfas perfumadas de lavanda. . .

e espio a lua imensa e perco o siso

varando a madrugada na varanda

 

 

meu sono? sabe Deus onde ele anda!

(talvez além da treva entre as estrelas)

vagando por Olinda ou pela Holanda. . .

coberto por tulipas amarelas.

 

 

eu sonho é acordado . . . á luz de velas

velando essa aflição que não se abranda. . .

e abrindo mão da calma, que não tê-la

é o que mantém-me amando essa demanda.

 

PAULO MIRANDA BARRETO

 

ARTE: “Nymphaeum” / William Adolphe Bouguereau

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s