REI DE MIM

rei 1

REI DE MIM

 

Andei polindo as lembranças

de umas insípidas vésperas

que temperei de esperanças

inocentes. . .quase estúpidas.        

 

 

Plantava delicadezas,  

colhia euforias ásperas

e algumas carícias ríspidas,

desaforadas e pérfidas. . .

 

 

Não danço mais essas danças,

deixei de amar as angústias,

fiz das mal aventuranças

o alicerce das astúcias!!!

 

 

Rompi essas alianças

e afiei minhas argúcias.

Cansei-me de endeusar desconfianças. . .

Sou rei de mim, no todo e nas minúcias!

 

PAULO MIRANDA BARRETO

ARTE: LALAN BESSONI

 

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s