CÓDIGO DE EROS

480

 CÓDIGO DE EROS

 

Água correndo na rua

depois da chuva de março. . .

Teu mar em mim continua

num silente estardalhaço

 

 

Água escorrendo da tua

rosa aberta de mormaço

Meu ar no teu ar flutua

enquanto em ti me desfaço

 

 

rijo, rijo como aço

dentro em tua carne crua. . .

Anjo atrevido e devasso

lambendo-te a pele nua!

 

 

Ah, num crescente compasso

que ora avança, ora recua

derretemos num abraço

Água corroendo a lua!

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

2 pensamentos sobre “CÓDIGO DE EROS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s