SAUDADES DA GUERRA

694

SAUDADES DA GUERRA

 

Você precisa ler Paulo Leminski

ver pinturas do Kandinsky

pôr-do-sol no Arpoador. . .

 

 

Ouvir umas baladas do Lenine

ver uns filmes do Fellini

Deus num disco voador!!!

 

 

Precisa acreditar em mim . . . Aline

andar á pé, largar a limusine

livrar-se desse mal, fazer amor!

 

 

Que a arte imita a vida e há vida em Marte!

Façamos parte, os dois, de toda parte

partamos juntos ,seja pra onde for!

 

Sejamos dois (ou três), além do mais

sem mais senões,poréns ou aliás. . .

Saibamos rir de nós! Sarar a dor!

 

 

Aline, por favor, seja capaz. . .

de amar-me para sempre . . .  e nunca mais

me deixe em paz . . . que a paz me dá pavor.

 

PAULO MIRANDA BARRETO         10/2015

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s