POEMAQUINISTA

POEMAQUINISTA

POEMAQUINISTA

 

feito trem movido a pilha

a vapor

fogo de palha

a pavor

a maravilha

é que o poeta trabalha

 

 

louco na locomotiva

faz amor

de uma migalha

põe lenha e dor

na fornalha

doura a falha, e burla, e brilha

 

 

erra os trilhos, descarrilha

e aglutina o ardor

que espalha

fagulha e cor

sobre a trilha

que a vida estilha

e estraçalha. . .

 

 

mago amador da armadilha

beija a flor

a redondilha

é sonhador

em vigília

farfalhador

que não falha!

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s