A RESSURREIÇÃO DA CARNE

CARNE

A RESSURREIÇÃO DA CARNE

 

saio da boca da noite

brilho no olho da rua

quero afago, quero açoite!

carne louca, carne crua!

 

beber suor e saliva

sobreviver de prazer

ser amor

em carne viva

dar-me. . .

doa a quem doer.

 

PAULO MIRANDA BARRETO

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s