EVOÉ!

Seen on allwallpapersfree.blogspot.com

EVOÉ!

 

Pra fazer poesia é só lamber a lâmina

e beber a lágrima

e louvar a língua. . .

 

Questionar o dogma

disfarçar o estigma

e desanuviar o ar do enigma

 

(além de esmiuçar a paz de espírito  

na guerra de rimar o que não rima)

 

 

O ’fingidor’ decifra a esfinge e finge

que atinge um céu longínquo

um ‘super ápice’

 

 

Poeta se biparte

é arte e artífice. . .

 

Decifra-se e devora-se

a ocultar-se

 

Oculta-se e disfarça-se

a exibir-se. . .

 

Vestido de nudez

teima em despir-se. . .

 

É um êxtase secreto

a revelar-se!

 

PAULO MIRANDA BARRETO 23/06/2015

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s