MODUS OPERANDI

CatRedEyes

MODUS OPERANDI

 

Ando manso feito gato sobre muro,

feito gatuno no escuro.

Passo por tudo apagado.

 

Num piscar de olhos,

esqueço o presente,

pressinto o passado

e relembro o futuro.

 

Não morrerá de velho

o meu seguro.

 

Eu quero um pouco de tudo,

e como quem não quer nada,

escrevo um poema mudo. . .

e acendo o Sol em plena madrugada.        

 

PAULO MIRANDA BARRETO 10/02/2014

 Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

                                                                        

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s