POEMA FEITO ÁS PRESSAS II

BUTTER

POEMA FEITO ÁS PRESSAS II

Pressa

           rasga

                      borboletas.

Aprendamos:

 

Perfeitas

são as horas

que ganhamos

enquanto dormimos,

enquanto sonhamos,

enquanto nos distraímos

com o que mais amamos.

 

Ora, á que viemos????

Para onde vamos????

O importante é onde nós estamos!

É hoje

a hora boa que esperamos!

Façamos da alegria

nossa meta.

 

Sejamos nós,

sem fórmula secreta,

felizes ,

sem o dogma

da pressa.

 

No fim, o que interessa

é o que se fez,

é o que se faz

de bem, de bom,

assaz, á beça!

 

Assim que um dia acaba,

outro começa.

Saibamos viver um

de cada vez.

 

(Com gosto e com frisson. . .

Com graça que não cessa. . .

Na boa, no bem-bom. . .

Menos depressa).

 

PAULO MIRANDA BARRETO/  16 ,MARÇO,2015

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s