EL FRANCO

 

Cometo todos os erros.

-Exceto os que não conheço.

                          E não culpo Deus dos males

                          que padeço.

 

Creio nas almas que vivem

e não nos santos de gesso.

                          E não peço, nunca, mais

                          do que mereço.

 

Não lamento o que termina

Nem comemoro começos.

                          Minha agenda tem mais nomes

                        Que endereços.

 

Eu amparo os corrompidos

e evito os que não têm preço.

                           Meu espelho é mais fiel

                           que meu avesso.

 

Gostos de caminhos planos

mas, não maldigo o tropeço.

                           Ao amigo e ao inimigo

                           eu agradeço.

 

Subo de cabeça erguida

e do mesmo modo, desço.

                           Sou bem menos perdedor

                           do que pareço.

 

O que tenho não é tudo

mas ,de nada mais careço.

                          Eu acordo em paz e em paz

                           eu adormeço.

 

Sorrio todos os dias

e, se ás vezes, me aborreço

                            mando tudo pro diabo

                            e rezo o terço.

Paulo Miranda Barreto-2002Imagem

POEMINHO INÚTIL

51db1aef-c364-41dc-b251-94fb1bac5135_rj

POEMINHO INÚTIL

 

A noite sussurra segredos ao vento

e o vento confessa pecados ao mar

mas, ah, quê pecados cometeu o vento

e quantos segredos a noite terá?

 

 

Só eu, na janela desse apartamento

não tenho segredos de mim pra contar

nem mesmo pecado que eu possa, á contento

como faz o vento, confessar ao mar

 

 

Vejo da janela desse apartamento

a noite e o vento e as águas do mar. . .

Mas, ah, quê fazer se meu vão pensamento

à noite e ao vento não pode falar?

 

 

Se meus sentimentos voassem ao vento              

sob o céu da noite e sobre o imenso mar

eu bem poderia dar-lhes o alento

que a noite e o vento não me podem dar.

 

Paulo Miranda Barreto-2010

 

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.