Anotações de neófito

Um dia descobri que o mar termina

porque entre um mar e outro, existe terra.

Um dia descobri que o amor termina

e que, quase sempre, é com tristeza e guerra.

Um dia vi que a luz que me ilumina

(minha razão) frequentemente erra.

E descobri, de forma repentina,

que a solidão é um silêncio que berra.

Paulo Miranda Barreto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s